técnica

Em busca da hashtag perfeita

1 mar 16
Perfil

Rodrigo Pires orienta:

 

A hashtag #FelizSemGlobo permaneceu nos Trending Topics do Twitter durante toda essa segunda-feira (29). O que isso quer dizer? O que exatamente é uma hashtag? O que são Trending Topics? Como escolher uma boa hashtag para a sua campanha?

 

O significado do uso da hashtag nada mais é do que agrupar e identificar o conteúdo postado, facilitando aos usuários na hora de fazer uma pesquisa na rede sobre coisas relacionadas ao tema.

 

O surgimento é creditado ao desenvolvedor Chris Messina, que se inspirou no símbolo #. No Brasil chamamos de “jogo da velha” e por volta de 2009 o twitter começou a hiperlinkar as palavras precedidas de hahstag, o que quer dizer que ao clicar na hashtag o Twitter já te leva aos tweets onde aparece essa hashtag.

 

Os Trending Topics surgiram logo em seguida e servem de um “termômetro” de assuntos na internet. Os assuntos melhor ranqueados ficaram entre os 10 na lista de Tranding Topics. São os assuntos mais tuitados e retuitados na plataforma naquele momento.

 

Ao contrário do que se comenta, a lógica dos TT’s não é “quanto mais, melhor”. Para a hashyag assumir a parte de cima da lista é necessário que se identifique pelos algoritmos um aumento súbito de posts sobre o devido assunto tagueado. A lista também pode ser editada pelo Twitter, assuntos inadequados podem ser retirados.

 

Virar o assunto mais comentado do momento, como se vê, não é fácil e nem difícil, é complexo. Uma série de fatores precisam entrar em sincronia para que um tema vire a rede de cabeça para baixo e se torne a mais importante das notícias importantes do mundo (ou do Brasil) em tempo real.

 

O psicanalista Carl Gustav Jung explicaria hoje que para entrar nos TT’s é necessário que o fenômeno da Sincronicidade aconteça: “sincronicidade é a experiência de ocorrerem dois (ou mais) eventos que coincidem de uma maneira que seja significativa para a pessoa (ou pessoas) que vivenciaram essa “coincidência significativa”.

 

Os TT’s também influenciam (e muito) a vida carnal, fora das redes sociais e smartphones. A campanha de boicote ao Oscar, capitaneada pelo diretor Spike Lee, motivada pela não indicação — pelo segundo ano consecutivo — de atores negros para o grand prix do cinema mundial.

 

A hastag #OscarsSoWhite assumiu a dianteira dos Trending Topics e refletiu na entrega dos prêmios, na noite de domingo (28). O apresentador Chris Rock fez um discurso a respeito da ausência de negros nas indicações: “Estou no Oscar, também conhecido como os prêmios dos brancos”, disse para uma platéia que não sabia se ouvia em silêncio ou aplaudia. Hoje, a tag “Chris Rock Speech” no Google deu mais de 41 milhões de resultados.

 

A permanência por longo período da hashtag #FelizSemGlobo, nos tópicos mais tuitados e retuitados, parece indicar que grande número de tuiteiros percebe e discorda do modo como a Rede Globo se insere na luta político-partidária no Brasil.

 

 

DICAS PARA A TAG NÃO VIRAR SPAM E SUBIR MAIS RÁPIDO

 

1- Fazer uma TAG por tweet.

2- Não twittar a TAG sozinha,escreva sempre algo junto, pois o twitter marca tags vazias como spam.

3- Não escrever a mesma coisa com a TAG várias vezes.

4- Não colocar números.

5- Sem sinais gráficos ( til, cedilha… etc), a TAG sobe mais rápido.

6- Não misturar TAGs diferentes no mesmo tweet.

7- Nunca, jamais, coloque a TAG várias vezes num tweet. Coloque a TAG uma vez por tweet, ou no final de cada tweet seu, porque se colocar várias vezes a Tag vira spam e não sobe nunca.

8- Não coloque as palavras ‘Spam’ e ‘WTF’ nos tweets, pois elas são imediatamente classificados como spam, e isso acaba com as chances mais uma vez!

9- Para subirmos mais rápido para os TT’s precisamos de no mínimo 20 tweets de 20 pessoas ou contas diferentes em um minuto (importante: não são 20 tweets da mesma pessoa)

10- Esperar 03 minutos entre um tweett e outro da mesma pessoa ou conta (até mesmo pra não ser bloqueado).

 

 

Fonte: Jornalistas Livres – 29/02/2016

 

Foto: lorirtaylor.com

Jornalistas, publicitários e especialistas em comunicação política trazem informação e análise para o debate público da atividade.

Publicações relacionadas

Um jogo para entender a lógica do Facebook

Usuários do Twitter ridicularizam logomarca da campanha de Hillary

A eleição do Snapchat? Não nos EUA, mas pode ser no Brasil

últimas publicações
notícias Posto Ipiranga barra propaganda de João Dória na justiça

Mônica Bérgamo informa:   O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) aceitou pedido...

exterior Estátuas de Trump nu divertem os EUA

Estátuas que satirizam o candidato republicano à presidência, Donald Trump, foram espalhadas em cinco...

opinião Campanhas para governar, não apenas para ganhar

Donald Trump e Hillary Clinton, em debate na eleição presidencial norte-americana, colocam o dedo...

técnica O voto de garrafa

Aprendi a expressão “voto duro” na Bolívia, quando atuei como consultor na campanha de...

pesquisas Penúria nas pesquisas, vôo cego nas campanhas

A eleição municipal já começou e o mercado de pesquisas eleitorais também está em...

regulação Lei Falcão 2.0 no horário eleitoral: restrições e benefício

Em 1º de julho de 1976 foi promulgada a Lei nº 6.339, batizada em...

financiamento Campanha barata ou injusta?

Michael Freitas Mohallem* comenta:   A última mudança nas regras eleitorais, em 2015, teve...

depoimentos Os Prisioneiros da Caixa 2

Ao final de seu depoimento ao juiz Sergio Moro, dentro do acordo de delação...

história Conselhos eleitorais com 2.000 anos de validade

Políticos disputam eleições há milhares de anos. E, antes mesmo de Jesus Cristo nascer,...